A importância do NÃO na Educação dos Filhos

A importância do NÃO na Educação dos Filhos

Na maioria das vezes, os pais querem fazer tudo pra agradar seus filhos, afinal, são seus grandes tesouros. Porém, nem sempre isso é a melhor coisa a se fazer. Hoje você descobrirá a importância do não na educação dos filhos.

Grande parte da geração atual de pais está acostumando seus filhos a dar tudo o que eles querem, e muitas vezes a consequência é catastrófica. Essa criança dificilmente atingirá qualquer grau de satisfação, pois sempre conseguiu mais do que queria e quando queria.

A importância do não na educação dos filhos

Segundo o escritor e psicólogo familiar John Rosemond, uma das maiores vitaminas que os pais podem oferecer a seus filhos se chama Vitamina N, da palavra Não. Segundo John, mais do que nunca, a carência dessa “vitamina” precisa ser suprida com urgência.

Sabemos que os pais que dão tudo a seus filhos, o fazem na intenção de torná-los mais felizes. Contudo, na maioria das vezes, isso faz com que a criança se torne arrogante. Outra consequência disso é a dificuldade dos pequenos em suas relações sociais.

A partir do momento em que se ganha tudo e mais um pouco, essa criança já não expressa mais gratidão, pois em sua mente, não é mais do que obrigação dos pais, lhe dar tudo que querem, a qualquer instante.

Abaixo, temos o vídeo original do escritor e psicólogo John Rosemond:

 

Como se relacionar com os filhos

Antigamente, os filhos se sujeitavam a qualquer ordem direta dos pais, sem questionamentos. Ao passar dos anos, diversos pedagogos vêm dizendo que esta atitude é errada, e que os pais deveriam ouvir seus filhos. Até ai tudo bem, nada de errado em escutar o que os filhos têm a dizer.

O grande erro começou quando os pais deixaram de apenas escutar os filhos, mas ceder a todos os seus desejos. Tentando a todo custo prover tudo o que os filhos os pediam, sem pensar se realmente isso é o melhor para eles. Dessa forma o “poder” foi invertendo de lado, e passou dos pais para os filhos.

“Satisfação em Excesso – Ou seja, deficiência da Vitamina N – acaba se tornando um vício. E o recebimento de muitas coisas gera apenas o desejo de ganhar mais coisas” ROSEMOND, John.

Esse processo está gerando uma inversão de valores, e muitas vezes, mesmo sem intenção, ensinamos às crianças que podemos conseguir muito, sem fazer nenhum esforço. E isso não poderia estar mais longe da verdade, nós sabemos.

Todas as vezes que eles conseguem o que querem, chorando ou fazendo birra, é um passo negativo, pois se acostumam com um padrão material que dificilmente conseguirão sustentar na vida adulta. Conquistas não são fáceis, nunca serão.

Como resolver essa situação?

Você sabe que dizer “não” pode gerar frustração, e tem medo disso. Porém, as frustrações nos fazem também crescer como seres humanos. A questão aqui é encontrar uma medida certa entre os “nãos” que irá dizer. Não é necessário negar tudo à criança, de forma alguma.

Devemos agir com harmonia e equilíbrio; negar quando for preciso e ceder no momento certo. Nossas ações devem ser baseadas em mostrar aos nossos filhos que existe um mundo real lá fora. Devemos transmitir desde cedo a eles, a sensação de que precisamos nos esforçar para conquistar algo.

Além disso, para que uma criança seja feliz, a atenção e o tempo com os pais/responsáveis são fundamentais. Dedicar alguns minutos para brincar e conversar com os filhos, saber do seu dia na escola, o que aprendeu, com quem brincou, demonstrar interesse na sua vida, trazem um ganho gigantesco para a formação deles, que são o nosso bem maior. 15 minutos, 1 hora, 2 horas, não importa, o que vale realmente é a qualidade e não a quantidade.

Os limites devem ser dados, porém com amor.

John Rosemond fala sobre um método interessante, chamado princípio da privação benigna, que diz o seguinte: Dê a seu filho 100% do que ele precisa, mas não mais do que 25% do que ele quer. A palavra não pode se tornar a maior formadora de caráter.

Você está acostumada a dizer Não a seu filho? Diga-nos nos comentários o que achou do artigo, e como você lida com suas crianças. Agora você sabe a importância do não na educação dos filhos. Concorda que a geração atual está mal acostumada? Comente abaixo e compartilhe este artigo com seus amigos, você pode mudar o futuro dos seus filhos.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *